Planeta Country – Último Banho

Planeta Country – Último Banho

Amor, mentira e traição são o tema da autêntica ‘sofrência’ interpretada por Izy Monteiro

O ditado que diz que baiano não nasce, estreia, cabe exatamente para Izy Monteiro, que lança hoje o clipe de ‘Último Banho’ , a nova canção de trabalho e que dá nome ao álbum, previsto para ser lançado este ano.

Izy nasceu no interior da Bahia, em Santa Inês, e foi lá onde iniciou a carreira artística. Como boa baiana, traz as fortes influências dos filhos da terra, como Gil, Caetano, Ricardo Chaves, Ivete e Bethânia. No sertão, se apaixonou por Leandro e Leonardo e Chitãozinho e Xororó. A mistura musical apresentada hoje ao mercado tem, claro, a maior inspiração de Izy, o grande Luiz Gonzaga. “Sou essa mistura de ritmos, de inspirações, de recordações da minha terra. A ‘sofrência faz parte da vida das pessoas, mas já se cantava esse amor quente e sofrido há muito tempo por lá. É um momento feliz, onde retomo a minha carreira e, principalmente, por cantar aquilo que acredito”.

Izy Monteiro tem a frente a gestão de Vicente Gomes, empresário responsável por descobrir cantoras como Paula Fernandes e Mylena Jardim (ganhadora do The Voice). “Ela tem algo muito particular. Essa mistura musical, a alegria, o sotaque e segurança fazem da Izy uma peça única”, explica.

‘Último Banho’ traz a assinatura de Alzilene Ribeiro Pereira, Caritas Miguel Estevam da Silva, Dhanathom Gomes e foi produzida por Luan Henrique. A composição fala de uma relação interrompida pela mentira e a traição:

“Esse é o último banho que hoje aqui cê vai tomar
E lá na consciência cê também vai precisar
Nem todo o sabonete do mundo não vai limpar
A infidelidade que acabou com nosso lar”.

“Minha gente, levante a mão aí quem nunca passou por isso? E como dói, não é? Esses homens não aprendem que não podem fazer isso com a gente”, brinca Izy sobre a letra.

O clipe foi produzido pela 013 Films e traz o experiente Tiago Santana no roteiro, edição e direção. “Espero que as pessoas curtam muito. Ansiosa aqui pelo lançamento do álbum completo. Cheguei e já aviso: vim pra ficar! ” encerra Izy.

Confira o clip :

Sobre Izy Monteiro
No interior da Bahia, mais precisamente em Santa Inês, cidade localizada há 300 km de Salvador, nasceu Izy Monteiro. Filha de dona Gói e Seu Zinho da Venda, cresceu em companhia dos 11 irmãos. Da família simples e humilde, que se mantinha com os recursos da roça e uma pequena vendinha, cresceu com a alma livre e uma vontade muito grande de viver da música.

No repertório de infância, as lembranças do sertanejo com Leandro e Leonardo e Chitãozinho e Xororó. Na MPB, Gil, Bethânia e Caetano. E, como boa baiana, ouvia Ricardo Chaves, Netinho e uma infinidade de artistas que nasceram na terra da alegria.

Assim, Izy se recorda da infância feliz: cheia de amigos e brincadeiras que deixaram saudades, como pelada na rua e bolinha de gude.

No início da adolescência a música entrou definitivamente em sua vida. O jeito expansivo e a afinação vocal natos, lhe renderam muitos convites para bandas, como a Expresso Musical e Bagagem Arrumada. Já a Portal da Bahia proporcionou a experiência em bailes, formaturas e casamentos.

Nos barzinhos, no formato solo, Izy apresentava um repertório cheio de misturas, de rock nacional a românticas. Luiz Gonzaga, sempre na playlist e no coração da cantora, foi a inspiração para um CD de forró raiz, que ainda trazia Dominguinhos e Trio Nordestino.

Autodidata, fez do violão o seu companheiro para os momentos de reflexão e, em 2006, decidiu que a música, naquele momento, deveria esperar. Luiz Gustavo, primeiro filho, chegava ao mundo. Assim, Izy resolveu ir para São Paulo em busca de uma oportunidade.

Longe da música, se dedicou a outros cursos e trabalhos. Na cidade grande desde 2012, passou por diversas empresas de diferentes segmentos, até que encontrou um empresário que apostou em seu talento. A conversa despretensiosa se transformou em convite de trabalho.

Assim, Izy Monteiro lança Último Banho, single que também dá nome ao novo álbum e a retomada do lugar de onde nunca deveria ter saído: os palcos!

Fonte: Planeta Country

Leave a Comment